GUARDA-MOR: mulher esfaqueia marido, parte pra cima dos militares com faca e facão e morre após confronto




Na noite de ontem, 18 de Novembro, por volta das 21:30, a policia militar de Guarda-mor foi acionada por uma moradora da Rua João Alves de Oliveira, dizendo que uma mulher havia acabado de esfaquear o marido e que ele estaria quase morto. Os policiais militares ligaram para o hospital e solicitaram uma ambulância imediatamente.

Chegando ao local, a policia encontrou a vitima ensanguentada no chão e junto com ele o irmão, que informou que a esposa dele havia esfaqueado, mas não sabia maiores informações.



A esposa estava dentro da casa e segundo informações, ela saiu de casa segurando um facão e duas facas menores e foi em direção a um dos militares. O PM solicitou por diversas vezes que a autora parasse e soltasse as facas e o facão, mas não foi obedecido, continuando em direção ao PM com a intenção de ataca-lo. Nesse momento o PM deu dois tiros pra cima com intenção de assustar a autora.

Nesse momento, a autora virou e foi em direção a vitima que estava sendo socorrida. O PM que estava ajudando no socorro da vitima então utilizou spray de pimenta para tentar parar a mesma e conseguir imobiliza-la, mas, mesmo assim ela foi em direção a vitima na tentativa de dar outro golpe de facão na vitima, quando alguém a empurrou e fez com que ela errasse o golpe.



A autora então tentou golpear com o facão o PM que estava próximo, que ordenou novamente que ela parasse, novamente sem êxito. E mais uma vez o PM atirou para cima na tentativa de assustá-la. Nesse momento outra vez a autora tentou atingir a vitima, mas o irmão dele o protegeu carregando ele para dentro de um bar próximo.

Não satisfeita, a autora continuou com seu intuito, fez o movimento para acertar o irmão da vitima, mas foi impedida pela ação efetiva dos militares que, ao perceberem a intenção da autora ao atentar contra a vida do marido e contra a vida de seu irmão, sendo que a autora estava incontrolável, e a verbalização era ignorada pela autora, foi necessário realizar novos disparos, sendo que o PM efetuou dois disparos. Neste momento, a autora caiu ao chão soltando o facão, cessando a agressão.



Os tiros foram somente buscando cessar a agressão bem como diminuir a proporção danosa. De pronto, foi recolhido o facão pelos militares e prestados os primeiros socorros à autora. Ao perceber uma perfuração na perna esquerda na altura da coxa da autora, próximo à virilha, um dos PMs fez um torniquete para estancar o sangramento.

Neste momento, a ambulância do hospital municipal chegou ao local, resgatando a autora e encaminhando-a para a Unidade médica de Guarda-Mor/MG. O esposo da autora foi socorrido pela viatura policial e encaminhado para a mesma unidade médica.



Chegando ao hospital, a autora e vítimas foram atendidos e encaminhados posteriormente para o hospital Municipal de Vazante/MG. Na autora, segundo relatos preliminares dos enfermeiros, tinham dois orifícios aparentemente provenientes dos disparos.

Ainda segundo os relatos, o esposo vitima da autora encontra-se em estado crítico devido as agressões provocadas pela mesma, pois o seu pulmão tinha sido perfurado.



O hospital Municipal de Guarda-Mor informou que, em contato com o hospital de Vazante/MG, foram informados que a autora não resistiu e veio à óbito, às 23h30, durante o itinerário da transferência.

A vítima (esposo), continuou com destino a Patos de Minas e chegou ao local ainda estável, sem maiores informações.



Diante dos fatos foi dada voz de prisão em flagrante delito aos militares envolvidos na ocorrência e as duas armas utilizadas pelos dois conduzidos foram apreendidas devido auto de prisão em flagrante.

Fonte: Censored

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *