Diretora da Copasa explica possibilidades de soluções paliativas para reativar abastecimento de água em Vazante




Em entrevista ao repórter Maurício Araújo, na Rádio Montanheza, no início da tarde deste sábado, dia 10 de novembro, a diretora da COPASA na região, Helenice Barros, explicou três possibilidades imediatas que a empresa estuda para reativar, de forma paliativa, o abastecimento de água na cidade de Vazante, a qual teve o serviço interrompido na manhã de sexta-feira, 09.

Segundo a diretora as três possibilidades são:



1 – Com estiagem, realizar o tamponamento de forma segura da dolina que se abriu na Avenida Geraldo Campos, a qual danificou a adutora que liga a captação de água no Rio Carranca à ETA;

2 – Realizar uma mudança no curso da adutora, desviando-a da Avenida Geraldo Campos por outro setor;



3 – Reativar um dos antigos poços artesianos da cidade, que tiveram os serviços de captação paralisados em agosto de 2012;

A COPASA, juntamente com a Prefeitura, estuda a melhor forma de resolver o problema de abastecimento na cidade. E independente do qual for realizado demandará tempo para a água chegar as residências.



De acordo com Helenice, ainda neste sábado um dos serviços acima devem ser iniciados. A diretora não deu previsão de quando o serviço será totalmente normalizado, pois depende também das condições climáticas. Ela pediu compreensão da população.



2 comentários em “Diretora da Copasa explica possibilidades de soluções paliativas para reativar abastecimento de água em Vazante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *