Vereadores de Paracatu aprovam criação de CPI para investigar contrato da Copasa




Os dezessete vereadores de Paracatu aprovaram, por unanimidade, nesta terça-feira, dia 11, a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis descumprimentos do contrato celebrado pela empresa e a prefeitura do município, que foi renovado em 2010.

Autor do requerimento da CPI, o vereador João Batista, do PHS, manifestou indignação com a falta de investimentos e os maus serviços prestados pela Copasa no município e ressaltou a necessidade da investigação.



O presidente da Câmara Municipal de Paracatu, vereador Ragos Oliveira, do PRTB, lembrou que a população da cidade enfrentou graves problemas com escassez de água em 2017, situação preocupante que já começa a se vislumbrar este ano, mesmo sem ter iniciado o período mais crítico de estiagem.

Já o prefeito de Paracatu, Olavo Conde, do PSDB, reconheceu a necessidade da CPI e disse que aguarda resposta de um plano da Copasa para evitar que a população volte a sofrer com a falta de água em 2018.



Ainda de acordo com o prefeito, a Prefeitura de Paracatu tem competência para assumir o abastecimento de água e o tratamento de esgoto do município, caso a Copasa não apresente o plano como foi solicitado e o contrato com a empresa seja eventualmente cancelado.

Entre outras justificativas, a Copasa informou que, em 2017, doze poços artesianos foram perfurados no município de Paracatu, e seis deles apresentam vazão compatível.



A empresa também anunciou que está adotando providências para fazer a ligação destes poços ao sistema de abastecimento de água, com a construção de 7 km de adutora, obra que tem previsão de término para o próximo mês de setembro.

Paracatu.Net



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *