POLÍCIA FEDERAL ALERTA PARA O GOLPE DA ‘MÃO FANTASMA’

Brasil

Polícia Federal alerta para golpe sobre o golpe nomeado de “Mão Fantasma” que está sendo aplicado por criminosos com a intenção de roubar credenciais bancárias e transferir o dinheiro das contas. Estima-se que 40 mil pessoas já foram vítimas da prática criminosa no Brasil.

O golpe começa com a vítima recebendo uma ligação que a gravação aparenta ser de uma central telefônica de seu banco ou instituição financeira. Ao ser transferido para um atendente – que na verdade é próprio criminoso – ele informa que há movimentações estranhas como uma compra suspeita ou uma possível invasão na conta.  

Outra maneira de começar o golpe são mensagens de texto e e-mails com links falsos que levam para baixar aplicativos ou atualização de segurança



Com as abordagens descritas o golpista diz que é necessário realizar uma falsa atualização de segurança para o aplicativo do banco e convence a vítima a instalar um aplicativo (também falso) para que os problemas de segurança sejam resolvidos. 

O aplicativo utilizado é capaz de fornecer acesso do dispositivo ao criminoso. No podcast Segurança em Rede, episódio: “Fuja da Mão Fantasma” do Banco do Brasil, um cliente que quase caiu no golpe relatou que o aplicativo usado pelo criminoso foi o TeamViewer.

Com o aplicativo instalado, o golpista toma o acesso do celular em tempo real e começa a transferir os valores da vítima, solicitar empréstimos e realizar outras transações. 



Confira dicas da Polícia Federal para se proteger do golpe:

  • Os bancos nunca entram em contato solicitando a instalação de aplicativos ou enviam links para seus clientes sem que eles tenham pedido. Na dúvida, entre você mesmo em contato com seu banco pelo número de telefone que fica atrás do seu cartão ou compareça à sua agência para obter esclarecimentos.
  • Nunca instale aplicativos desconhecidos ou recebidos por mensagens instantâneas, SMS, WhatsApp ou e-mails.
  • Evitar baixar aplicativos bancários fora da loja oficial do sistema operacional do seu celular
  • Os aplicativos oficiais dos bancos já são seguros. Não há nenhum registro de violações de segurança registrados e não é necessário instalar nenhum aplicativo adicional para aumentar a segurança.
  • O cliente pode ver no próprio aplicativo, caso uma transação não tenha sido aprovada. Se não constar nada, é um sinal de que isso pode ser um golpe.
  • Sempre utilize a autenticação de dois fatores para autorização de transações.
  • Desenvolva o hábito de alterar as suas senhas regularmente, criando senhas fortes e as armazenando em segurança em um gerenciador de confiança.
  • Se já tiver sido vítima do golpe da “mão fantasma” ou de qualquer outra fraude financeira, procure uma delegacia especializada em crimes digitais e registre um boletim de ocorrência.

Olhar Digital Com informações de Banco do Brasil e G1

Redação
Author: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.