Administradores de Grupos de WhatsApp podem ser punidos judicialmente por manifestações impróprias de outras pessoas




Conforme entendimento da Justiça, em recentes decisões de processos que envolvem atos ilícitos nas redes sociais, os administradores de grupos de WhatsApp podem ser responsabilizados e punidos em decorrência de manifestações impróprias de outras pessoas.

Se um juiz entender que a manifestação de um participante de grupo caracteriza crime de calúnia, ofensa moral ou racismo, seu administrador pode ser processado e ficar sujeito a pagamento de indenização e outras sanções penais.



Com essa medida, já adotada em outros países, a Justiça brasileira também busca acabar com os chamados “fake news” e o estigma de terra sem lei que paira sobre as redes sociais.

Rádio Montanheza FM





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *