Prefeitura identificou 80 servidores que receberam Auxílio Emergencial irregularmente em Presidente Olegário

Minas Gerais

Segundo a Controladoria do município investigação esta em fase final.

A Prefeitura de Presidente Olegário, através da Controladoria informou que já esta em fase final investigação contra servidores municipais que receberam o Auxílio Emergencial do Governo Federal devido a pandemia do coronavírus, irregularmente.



A descoberta foi feita pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE/MG), mediante cruzamento de dados que verificou a existência de irregularidades relacionadas à concessão do auxílio emergencial de servidores do município de Presidente Olegário.

Segundo a Controladoria do município foram identificados 80 servidores da prefeitura que teriam fraudado o benefício, são servidores comissionados, contratados, estagiários, efetivos e aposentados; eles foram notificados para apresentar defesa e  fazer a devolução do auxílio recebido indevidamente.



Ainda segundo a Controladoria, os servidores notificados que não apresentaram defesa e não fizeram a devolução, terão os nomes encaminhados para o Ministério Público Federal (MPF), para as devidas providências.

A devolução não tira a responsabilidade pela fraude, o servidor pode, inclusive, ser demitido e responder processo. A orientação do Tribunal de Contas é que os dados pessoais dos envolvidos sejam preservados.



PO HOJE



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *