Mesmo com regressões no Estado, microrregião de Patos de Minas permanece na Onda Verde

Minas Gerais


A microrregião de Patos de Minas foi mantida na Onda Verde do Plano Minas Consciente. Isso significa que o município poderá manter as atividades funcionando, mesmo aquelas com maior potencial de contaminação como teatros, cinemas e clubes. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (17). Ontem, o Comitê Extraordinário da Covid-19 havia determinado a regressão de outras regiões de saúde para a Onda Vermelha, a mais restritiva.

De acordo com as últimas análises, sete macrorregiões do estado estarão na onda vermelha na semana do Natal, situação que permite apenas o funcionamento de serviços essenciais como farmácias, supermercados, padarias e bancos. São elas: Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Vale do Aço, Sudeste e Centro-Sul.



Na onda amarela, estágio intermediário do Minas Consciente, com o funcionamento de bares, restaurantes e academias, por exemplo, ficam as regiões Centro, Norte, Noroeste, Oeste e Sul. Apenas as macrorregiões Triângulo do Norte e Triângulo do Sul permanecem na onda verde, nível mais avançado do plano.

Embora, a macrorregião de Patos de Minas tenha regredido para a Onda Amarela, a microrregião da qual o município faz parte permaneceu na Onda Verde, graças a manutenção de indicadores, como o grau de risco de contaminação, que permaneceu estável. Além disso, a volta do funcionamento de leitos clínicos e de UTI do Hospital Regional contribuiu para que a microrregião permanecesse na Onda Verde.



As autoridades de saúde alertam, no entanto, que o momento é de cautela. O Estado registrou aumento de 6,4% de casos na última semana e de um leve crescimento de 2% na incidência da covid-19. Ontem, Patos de Minas registrou 59 novos casos de Covid-19 e o número de mortos chegou a 93.  A determinação do Comitê é válida para o período de sábado (19/12) a sábado (26/12).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *