Vereador de Lagamar tem mandato cassado por quebra de decoro; ele afirma que vai recorrer



Em uma sessão legislativa bastante concorrida, que durou mais de três horas, e com grande presença de público, a Comissão de Ética da Câmara Municipal de Lagamar cassou na tarde desta sexta-feira (28) durante reunião ordinária, o mandato do Vereador Lazaro Rômulo Pereira Caixeta (Pros), por quebra de decoro parlamentar.

A denúncia que deu início ao processo, foi movida por, Braz Luis da Silva, morador do município, e aceita pelos vereadores no mês de abril, quando uma comissão formada por três vereadores passou a analisar e investigar a possível quebra de decoro do vereador Lazaro Rômulo, acusado de ter se beneficiado com vantagens indevidas, ao construir uma edificação em área pertencente ao Estado.

Após a apresentação dos pareceres e leitura das mais de 100 páginas do processo elaborado pelos componentes da Comissão de ética, Lázaro Romulo teve o mandato cassado por 6 votos a favor e 3 votos contrários.

Votaram a favor da cassação os vereadores Antonio Borges, Marcio Antonio Pereira (presidente da Câmara), Nelson Gomes, Jodir Cordeiro, Silas Vieira e Antonio Firmino (convocado para votação), uma vez que o denunciado não podia votar. Foram contrários a cassação os vereadores Geovane Gonzaga, Canarinho e Virgilio Corrêa de Assis.



O vereador Lázaro Rômulo disse que irá recorrer da decisão, afirmando que está sendo perseguido politicamente, e que não cometeu irregularidades. O substituto dele para o cargo na câmara é Wilson Pereira Borges (Tuíca), do PRB.



Written by 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *