Garoto que ficou paraplégico ao cair de árvore pede ajuda para conseguir cadeira de rodas elétrica

Minas Gerais

O adolescente Gustavo Barbosa Gomes, de 14 anos, está precisando muito de uma cadeira de rodas elétrica. Ele tem uma cadeira manual, mas ela está bastante danificada e não contribui com sua locomoção. A família já foi ao Centro Especializado de Reabilitação-CER-, no Bairro Jardim Peluzzo, mas não conseguiu a cadeira. Gustavo ficou paraplégico ao cair de uma árvore em 2018.

Sensibilizado com a situação, o comerciante Leonardo Carvalho, foi quem entrou em contato com o Patos Hoje e explicou a situação. Ele contou que o garoto sofreu um acidente em 2018 ao tentar pegar uma pipa em cima de uma árvore e perdeu os movimentos. Segundo Leonardo, a família já fez o requerimento da cadeira de rodas elétrica, mas o órgão solicitou outras providências e a família não tem condições de conseguir os documentos.



Segundo o comerciante, Gustavo já possui um laudo médico do Hospital Regional informando sua condição. “Ele precisa de uma melhor condição para poder ajudar a mãe. Hoje, ele tem que contar com a ajuda do irmão mais novo”, disse. Ele criticou também a quantidade de exigências para se conseguir algo que é tão essencial. “Ele vai ter uma qualidade muito melhor”, disse.

Nós fomos até a casa de Gustavo e conversamos com a mãe dele. Elaine Barbosa de Oliveira contou que a cadeira de rodas do filho está bem danificada com o assento rasgado e o pneu furado. Ela também confirmou que o ideal para ele é uma cadeira de rodas elétrica. Segundo ela, devido à pandemia, não consegue marcar a consulta dele para tentar o equipamento.

E a dificuldade não para por aí. Elaine nos disse que está afastada do trabalho devido a uma fratura no braço e vem tendo dificuldades até para comprar os alimentos. “O Léo que nos ajudou há alguns dias com uma cesta básica”, disse. Ela ainda pediu a ajuda de um advogado para conseguir o benefício do INSS para Gustavo.



Gustavo também conversou com nossa reportagem. Mostrando muita esperança, o garoto disse que precisa muito da cadeira de rodas elétrica. Segundo ele, já não está conseguindo se locomover com o equipamento porque é muito pesado para ele. Qualquer ajuda pode ser encaminhada para a Rua 12, nº 165, Bairro Alto da Serra (Pizzolato).

O Patos Hoje entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Patos de Minas e recebeu o seguinte posicionamento: “O CER II Totó Veloso esclarece que o menor Gustavo Barbosa Gomes recebeu atendimento para tratamento de sequelas neurológicas (devido a TCE sofrido em 2018) nos setores de Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia até o presente ano. Para melhora da mobilidade dele, foi ofertada cadeira de rodas padrão na data 29/08/2019. De acordo com a Portaria do SUS nº 321, de 8 de fevereiro de 2007, o paciente deverá aguardar dois anos para o recebimento de novo dispositivo. Salientamos ainda que a solicitação de cadeira de rodas motorizada deverá ser realizada pelo médico, autorizada pela SMS e direcionada ao CER Totó Veloso, e, até a presente data, não consta solicitação para o paciente supracitado.”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *