Polícia Militar de Meio Ambiente usa drone para fiscalizar pesca ilegal no Rio da Prata

Minas Gerais

A Polícia de Militar de Meio Ambiente começou a utilizar drone para combater a pesca ilegal no Rio da Prata em Presidente Olegário.

Com o drone, a corporação consegue fiscalizar locais em que os policiais não conseguem chegar e identificar com mais facilidade os infratores que insistem em desrespeitar a lei.



Segundo o comandante da Polícia de Meio Ambiente, tenente Morais, é a primeira vez que a corporação utiliza o equipamento no Rio da Prata. ” O recurso tecnológico tem altíssima qualidade passa a integrara operações no Rio da Prata, com sobrevoos diários” disse o comandante ao Pohoje.

A fiscalização é feita em rios e represas, destaque para o Rio da Prata, considerado berçário de espécies nativas da Bacia do Rio São Francisco. Em pouco mais de um mês, o drone já auxiliou em vários delitos de pescadores no Rio da Prata, sendo realizadas prisões, apreensões  de pescado e apetrechos de pesca utilizados na prática da pesca predatória, tais como redes, tarrafas, molinetes, embarcações, dentre outros.



A Polícia de Meio Ambiente no período de piracema entre 1º de novembro de 2020 à 28 de fevereiro de 2021, reforça as operações para combater a pesca ilegal.

Em 47 dias, de operações os militares já aprenderam pescados e materiais de uso na pesca e aplicando R$ 130 mil em multa. A Polícia de Meio Ambiente destaca o importantíssimo papel da população e das comunidades no apoio à Polícia, por meio das denúncias que podem ser feitas diretamente no telefone 3818-6100, ou no telefone 181, não carecendo identificar-se.



PO Hoje



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *