NOVEMBRO AZUL: Secretaria Municipal de Saúde realizará uma caminhada de conscientização nesta Sexta-feira em Vazante

NOVEMBRO AZUL: Secretaria Municipal de Saúde realizará uma caminhada de conscientização nesta Sexta-feira em Vazante

A secretaria municipal de Saúde, afim de fechar bem a campanha em alusão ao “Novembro Azul”, realizará nessa sexta-feira, 01/12, uma caminhada pela conscientização à prevenção do câncer de próstata.

Grupos de mobilização sairão de pontos distintos da cidade rumo à prefeitura, aonde será ministrada, no anfiteatro municipal, uma palestra com o Dr. Leonardo Cortes Queiroz.

Toda cidade está mais que convidada.

Pontos de partida da caminhada:

• PSF Central
• PSF Novo Horizonte
• PSF Nova Esperança II

Patos de Minas tem 94 novos casos de AIDS nestes 11 meses e situação preocupa

Patos de Minas tem 94 novos casos de AIDS nestes 11 meses e situação preocupa

O Centro Estadual de Atenção Especializada registrou 94 novos casos de HIV em Patos de Minas até o mês de novembro deste ano. A cada 4 casos, 3 são homens.

Os números preocupam os especialistas da saúde. Nesta próxima sexta-feira (01), será realizada uma manhã de testes e conscientização sobre a doença no Pátio Central Shopping.

De acordo com a Assistente Social Clérida Ávila, a situação é bastante preocupante. Dos 94 casos até agora em 2017, 73 são do sexo masculino e 21 do sexo feminino. Destes 94 casos, 58 foram diagnosticados em pessoas com idade inferior a 35 anos. No mês de outubro, 15 pessoas foram diagnosticadas com o vírus do HIV e em Novembro foram 12.

A maioria dos pacientes é homossexual de acordo com Clérida. O vírus da Aids pode ser contraído através da relação sexual sem proteção ou por uso de seringas no caso de drogas injetáveis. Em alguns casos, o vírus pode ser passado de mãe para filho durante a gestação. Isso acontece devido ao não acompanhamento da gravidez, o chamado pré-natal.

As Unidades Básicas de Saúde fornecem preservativos gratuitos a toda a população e nesta sexta-feira (01), Dia Mundial de Combate a Aids, a Secretaria Municipal de Saúde estará no Pátio Central Shopping fazendo um trabalho de conscientização e realizando testes rápidos e gratuitos de HIV, Hepatite B e C e Sífilis. Quem tiver interesse basta levar um documento com foto de 12h às 18h.

Os interessados também podem procurar o Centro Estadual de Atenção Especializada na Rua Doutor Noé Ferreira, 121, Bairro Bela Vista de 07h00 às 12h00. A quantidade de surgimento de novos portadores do HIV preocupa os especialistas e serve de alerta a toda a população. Relação sexual sem preservativo é a principal forma de contágio.

FONTE

 

Proteção contra febre amarela em Minas é insuficiente

Proteção contra febre amarela em Minas é insuficiente

Prestes a entrar no período com maior probabilidade de ocorrência da febre amarela, 75% das cidades de Minas Gerais ainda não atingiram a meta de vacinar 95% de seus habitantes. Essa taxa de imunização é a suficiente para evitar surtos da doença. A enfermidade, em sua forma silvestre, teve o seu pior surto no país desde 1980, segundo o Ministério da Saúde. Foram mais 261 pessoas mortas em decorrência da virose e mais de 770 infectadas desde dezembro do ano passado. Somente no estado foram 162 casos fatais, o que corresponde a 62% dos óbitos.

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) nesta quinta-feira mostra que dos 853 municípios mineiros, 639 ainda não conseguiram chegar à meta de 95% de imunização dos moradores. As regionais de Varginha e Pouso Alegre, ambas no Sul do Estado, são as que mais somam cidades que ainda não chegaram ao objetivo: 48 e 51, respectivamente.

Nesse aspecto destacam-se ainda a Regional de Divinópolis, na Região Centro-Oeste, com 38 municípios que não atingiram a meta, e Montes Claros, na Região Norte, com 37 cidades. A Regional Belo Horizonte também tem número alto de integrantes que não atingiram o objetivo– 32 no total.

Diante do cenário, a SES/MG recomendou que os municípios que ainda não atingiram a meta façam o monitoramento rápido de coberturas vacinais, ampliem o horário de funcionamento das salas de vacina, providenciem a imunização em domicílios, escolas, universidades e locais de trabalho, promovam busca ativa de não vacinados e envolvam a atenção primária nas ações, inclusive com a participação de agentes de saúde.

Desde abril o país adota o esquema vacinal de uma única dose durante toda a vida, seguindo orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A vacina tem eficácia de 95% a 99%, mas é contraindicada para menores de 6 meses, pessoas com baixa atividade do sistema imunológico e com reação alérgica grave a ovo.

INFECTADOS 

Minas Gerais não registra um novo caso da doença desde junho deste ano. Segundo a SES, o último paciente que contraiu febre amarela no estado começou a sentir os sintomas em 9 de junho. Desde dezembro de 2016 foram registrados 475 casos da doença, com 162 mortes.

Mesmo assim, o vírus continua circulando no estado. Prova disso são as mortes de primatas pela doença. Desde julho foram registrados casos de óbitos de macacos em 97 municípios mineiros. Desse total, oito foram confirmados com a enfermidade. Ainda estão sendo investigadas ocorrências em 18 cidades. Em outras 30 a causa da morte ainda é indeterminada, pois não houve a coleta de material genético. Em 43 casos foi descartada a morte por febre amarela.

FONTE

Governo Municipal de Vazante contrata cardiologista para ampliar o serviço médico no município

Governo Municipal de Vazante contrata cardiologista para ampliar o serviço médico no município

Para continuar avançando em qualidade de vida, buscando ampliar os serviços prestados à população na área da saúde, o governo municipal, através da secretaria de Saúde, anuncia a contratação daquele que, literalmente, irá cuidar do coração do nosso povo. O cardiologista Dr. Daniel Andrade Mendes.

Formado pela UNEC – Centro Universitário de Caratinga e com especialização e residência no Hospital São Francisco em Belo Horizonte, Dr. Daniel é natural de Coronel Fabriciano e, hoje, residente em João Pinheiro, onde em pouco tempo de estadia conquistou, com amplo profissionalismo, a confiança dos moradores daquele município.

O médico chega em nossa cidade para que seja sanado o problema da espera por atendimento às pessoas com problemas cardiovasculares, desde que as consultas sejam previamente agendadas nas UBS’s em forma de encaminhamento.

 

Funcionários da Prefeitura de Vazante convidam população a participar da Campanha “Passos que Salvam”

Funcionários da Prefeitura de Vazante convidam população a participar da Campanha “Passos que Salvam”

Por Cícero Borges;

A equipe de funcionários da Prefeitura de Vazante convida a população para participar de uma campanha para arrecadar recursos a serem destinados integralmente ao Hospital do Câncer em Barretos, específicamente, para a ala Infanto Juvenil.

Segundo a organizadora Elisaine, será realizada a venda de camisetas com o slogan “Passos que Salvam”, pelo preço de R$ 35, e poderão ser adquiridas pelo telefone (34) 9 91941675 ou em vários pontos comerciais de nossa cidade, como: Andarilha, Estampa Confecções, Ótica Raveli, Vaz Tecidos, A Constril, Sociedade Comercial, Supermercado D’ Paula.

Participe da campanha e doe com o que puder. A caridade é o único tesouro que se aumenta ao dividi-lo.

SOBRE A ALA INFANTO JUVENIL

Após a consolidação do atendimento infantil, o Hospital de Câncer de Barretos identificou a necessidade de criar um espaço diferenciado e exclusivo para o atendimento das crianças.

Construído em um amplo terreno próximo ao Hospital de Câncer de Barretos, a nova unidade terá 27 leitos para pacientes, ambulatório, salas de infusão separadas por faixa etária, centro de reabilitação, centro de quimioterapia, laboratório de emergência, recepção, administração, serviços de apoio e pronto atendimento 24 horas. Além disso, o hospital contará com o apoio de outros setores como lavanderia, nutrição, radioterapia, radiologia, farmácia central, banco de sangue, laboratório, patologia, entre outros.

A filosofia do tratamento pediátrico do Hospital de Câncer de Barretos acredita na cura psicossocial, ou seja, que o cuidado médico é tão importante quanto os aspectos sociais da doença. Pensando nesse aspecto, o novo prédio terá estruturas inovadoras para facilitar, dinamizar e tornar mais agradável o convívio das crianças com o ambiente hospitalar:

Centro de entretenimento: Uma estrutura projetada para oferecer bem-estar com conforto e segurança aos pacientes e seus familiares, enquanto aguardam o transporte que os levará de volta às suas casas. Projetado para ser um modelo de Humanização das Esperas, esta área também servirá para prestar atendimento para os pais das crianças em terapia intensiva. Dentre este período serão realizadas atividades para melhorar a dignidade da espera e melhora da qualidade de vida do paciente e seus familiares. Esse espaço oferecerá:

  • Local para repouso e alimentação
  • Desenvolver atividades lúdicas e educativas
  • Oficinas de trabalhos manuais para as mães (embalagem, ponto de cruz, artesanatos, variados e dobraduras)
  • Espaço para palestras educativas, discussões em grupo, apoio e orientação aos pais.
  • Local de alimentação gratuita
  • Estrutura para reforço escolar
  • Alojamento temporário

Anfiteatro: Um espaço com múltiplas funcionalidades, podendo ser utilizado para discussões de casos clínicos, reuniões e eventos da equipe de pediatria. Ele também pode ser utilizado para atividades recreativas para os pacientes e seus familiares, aulas, sessões de filmes e apresentações.

Casa da Cultura: A Casa da Cultura será um ambiente feito para explorar a potencialidade artística e cultural de cada paciente pediátrico para auxiliar no aumento da qualidade de vida. A equipe multiprofissional presente dará todo o suporte relativo as necessidades paciente-sujeito, refletindo nos trabalhos relacionados a manutenção da sua vida escolar, prevenção ou pelo tratamento, saúde bucal, aspectos emocionais e correção físicas causadas pelas patologias.

Considerando a importância dos aspectos sociais e emocionais envolvidos na melhora do paciente e a necessidade de estimular essas atividades em sua fase de desenvolvimento, a nova unidade oferecerá os seguintes cursos para os pacientes:

  • Dança
  • Música
  • Teatro
  • Fotografia
  • Idiomas (Língua Inglesa e Espanhola)
  • Informática

Brinquedoteca: Como um importante elemento de humanização hospitalar, a brinquedoteca terapêutica será um espaço para estimular a criança a brincar, socializar-se, criar e conviver com uma grande variedade de brinquedos que corroboram para a melhora do estado físico e emocional do paciente. Entre os serviços oferecidos pelos profissionais da brinquedoteca, também há a orientação psicológica aos pais, as brincadeiras orientadas e as atividades lúdicas durante a internação. Procurando atender uma grande diversidade de interesse do público, o espaço físico abriga uma série de projetos:

Cantinho dos bebês: Destinado às crianças de zero a 3 anos de idade, com brinquedos que estimulam a percepção sensorial e a coordenação motora entre outros.

Espaço do Faz-de-Conta: Destinado a todas as crianças, o espaço oferecerá brinquedos que representam o mundo dos adultos, estimulam a imaginação e a criatividade, em meio a bonecas, casinhas, panelinhas, carrinhos, consultório médico e mini-cidades e outras possibilidades de brincar.

Espaço do teatro: Para estimular o desenvolvimento e a interatividade entre os pacientes, haverá um palco, camarim, local para maquiagem e pintura de face estimulando a imaginação.

Espaço da Leitura: Um convite à criança, ao adolescente e aos familiares para descobrirem juntos os prazeres da leitura e estimulando sua fantasia.

Espaço da Informática: Espaço equipado com computadores, jogos eletrônicos, programas interativos e videogames.

Espaço da Oficina de Artes: Local construído para garantir a expressão artística das crianças, adolescentes, pais e acompanhantes são manifestadas sob a orientação de artistas e voluntários que oferecem as mais diversas técnicas, tais como argila, pintura em tela, aquarela, confecção de bijuterias, biscuit, dobraduras e entre outras.

Espaço dos adolescentes e adultos jovens: Nesse espaço contaremos com mesa de sinuca, fliperama, pista de dança (tapete musical) e uma mesa de disco flutuante.

Quimioteca: Pensada como uma extensão da Brinquedoteca, a Quimioteca oferecerá diversos jogos, brinquedos e outros elementos para que os adolescentes e crianças submetidos à quimioterapia, sintam-se mais a vontade com o procedimento. O ambiente terá um visual atraente e haverá diversas técnicas lúdicas e atividades compatíveis com o desejo, as possibilidades de movimentação e o estado geral de cada paciente.

Classe Hospitalar: A continuidade deste projeto de educação já existente no hospital ganhará uma estrutura e um espaço ainda melhor. A qualidade do ensino será priorizada para poder favorecer o desenvolvimento destes jovens, tornando-os hábeis para trocar experiências, prevenir, minimizar ou corrigir problemas decorrentes do desenvolvimento cognitivo tardio do paciente.

Qualidade da água paralisa atendimentos no Centro de Hemodiálise em Paracatu

Qualidade da água paralisa atendimentos no Centro de Hemodiálise em Paracatu

O Vereador Hernesto da Silva (SD), levou para a reunião do Legislativo Paracatuense, uma informação que causou espanto e provocou uma onda de protestos entre os parlamentares da base governista e da oposição.

Segundo o parlamentar, os pacientes com problemas renais, que realizam tratamento de Hemodiálise na cidade, começaram a ser encaminhados ao município de Unaí por causa da qualidade da água que está sendo entregue na unidade em Paracatu.

“A situação chega a ser triste pois muitos tem dificuldade pra andar, pra viajar, muitos são acamados e eu sugiro ao poder público que repasse os custos dessas transferências para que a Copasa, pague estas despesas que o município está tendo”, sugeriu.

O líder de Governo, Vereador Marcos Oliveira (PSDB) explicou que o transporte dos pacientes está sendo feito por prevenção para garantir a saúde da população, pois um laudo feito pelo governo atestou que a qualidade da água não alcança aquela exigida para ser usada no tratamento.

O Vereador George Linderski (DEM), pediu que a Comissão de Saúde convoque o Secretário de Saúde para explicar a situação.

Já o Vereador Batista (PHS) foi mais simples na proposta ao mesmo tempo em que foi enérgico no pedido de uma solução imediata para os pacientes.

Paracatu pode perder a Hemodiálise

A Vereadora Nilda da Associação (PC do B) levantou uma suspeita que deixou em alerta toda a comunidade e principalmente os pacientes que dependem do tratamento da hemodiálise, que durante anos sofreram com várias viagens durante a semana para a cidade de Patos de Minas, Belo Horizonte e Brasília para realizar o tratamento.

“Não concordo com o transporte dos pacientes para fazerem o tratamento em Unaí. Isso é uma desculpa! É o ‘pezinho’ que estava precisando pra retirar a hemodiálise de Paracatu! Eu quero o laudo da qualidade da água da hemodiálise conforme o Vereador Marcos Oliveira disse que foi feito,” requereu Nilda.

A Secretaria de Saúde ainda não se manifestou sobre o caso.

FONTE