Mais um motorista imprudente cai dentro do Córrego do Monjolo

Mais um motorista imprudente cai dentro do Córrego do Monjolo

Um acidente na Avenida Fátima Porto na noite da segunda-feira, 21/08, deixou um motociclista de 21 anos ferido. Ele perdeu o controle da direção e bateu na grade de proteção. A motocicleta, uma Fazer 600 cilindradas, foi parar dentro do Córrego do Monjolo.

O acidente aconteceu por volta de 20h40. Testemunhas informaram que o jovem seguia pela Avenida Fátima Porto em direção à Avenida J.K e perdeu o controle da direção ao se aproximar do cruzamento com a rua 5 de maio. As causas do acidente ainda serão investigadas.

Um motorista que passava pelo local disse que havia um veículo transitando pela Rua 5 de Maio que cruzou a Avenida. Entretanto, ele não soube informar se este veículo teria sido o causador do acidente. O condutor não parou no local. Outra testemunha, disse que o motociclista perdeu o controle sozinho.

Depois de bater na grade de proteção, a motocicleta despencou dentro do Córrego do Monjolo. O motociclista parou na grade. Lucas Teodoro de Souza foi socorrido pelo Samu e encaminhado para o Hospital Regional com suspeita de fratura na perna e no braço.

Fonte: Patos Hoje

Escassez hídrica pode gerar plano de racionamento de água em Paracatu

Escassez hídrica pode gerar plano de racionamento de água em Paracatu

A grande falta de água em Paracatu vem preocupando a população paracatuense nos últimos dias. A Crise hídrica, que também está afetando a cidade, está colocando a população em alerta. Alguns bairros da cidade estão ficando sem água na maior parte do dia, e outros bairros chegando a ficar sem o fornecimento de água por mais de dois dias.

A situação preocupante se desencadeou pelo baixo nível de água no Ribeirão Santa Isabel, que abastece a cidade. Vale ressaltar, que não é só o Santa Isabel, mas também outros rios do município, como o famoso Rio Paracatu, que está com o nível de água baixíssimo, devido o período de estiagem.

Por meio de nota, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) disse ao Paracatunews, que a água que abastece a cidade de Paracatu é captada no Ribeirão Santa Isabel e em nove poços profundos e que a escassez hídrica na região, vem provocando a redução da vazão do Ribeirão Santa Isabel e que a Copasa, desde julho de 2017, iniciou uma campanha educativa na mídia local, para alertar a população sobre o uso consciente da água.

Ainda segundo a Companhia, um plano de racionamento está sendo elaborando para adoção de rodízio no abastecimento, conforme Resolução 68/2015, da Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário  de Minas Gerais (ARSAE MG), até que seja aprovado o projeto que propõe a implantação de uma nova fonte de captação.

O portal também pediu informação da Copasa sobre a qualidade da água que chega às torneiras da população paracatuense, tendo em vista que moradores de diversos bairros tem reclamado que a água chega escura e muitas das vezes barrenta.

Ainda na nota, a Copasa esclarece que a qualidade da água, distribuída em Paracatu atende aos padrões de qualidade exigidos pela Portaria 2.914, do Ministério da Saúde, e caso algum cliente constate qualquer anormalidade no fornecimento de água do seu imóvel, ele deverá ligar para a Copasa, através do número 115, fornecer o endereço completo e solicitar a análise da água. A solicitação também poderá ser feita por meio do aplicativo Copasa Digital para smartphones e tablets.

Ponto de Vista

A água é um bem de todos e por isso deve ser também preocupação de todos. É necessário uma fiscalização contra o desperdício de água e seu uso imoderado no município. Andando pela cidade não é difícil ver pessoas varrendo calçadas com água, num total desperdício. Seria de suma importância também, uma fiscalização mais rigorosa em pivores de irrigação, para evitar a captação de água de forma irregular em nascentes e rios do município.

Fonte: Paracatu.NEWS

Dois vazantinos ficam entre os cinco melhores do Rodeio da Expozante 2017

Dois vazantinos ficam entre os cinco melhores do Rodeio da Expozante 2017

Na noite deste domingo, 20 de agosto, houve o último dia da Expozante 2017. Dentre diversas atrações, como: cavalgada, show com Jacke e Junior, eleição da rainha (Confira o resultado da rainha aqui), houve também a final do Rodeio. Peões de diversas regiões do Brasil disputaram o título. Confira a classificação final:

Primeiro lugar – Weslisson Ribeiro, de Lagoa Grande-MG; Segundo lugar – Deiver Rodrigues, de Colinas-TO; Terceiro Lugar – Paulo Fernandes, de Ibiá-MG; Quarto Lugar – Ailton Ferreira, de Vazante-MG; Quinto Lugar – Tiago Henrique Monteiro, de Vazante-MG.

Foto: Isaac Dkaltma

Professor emite nota de esclarecimento sobre acusações do MPF/GO

Professor emite nota de esclarecimento sobre acusações do MPF/GO

Em razão da postagem divulgada no site do MPF na cidade de Rio Verde – Goiás repercutida na imprensa local e demais mídias, acerca das acusações de SUPOSTOS crimes de assédio sexual e estupro praticados pelo professor da UFG – Regional Jataí, vem por meio desta nota esclarecer à sociedade que a indigitada denúncia ofertada no dia 16/08/2017, perante a autoridade judiciária competente, faz parte de um procedimento jurídico normal e que já era esperado pela defesa, até porque, é função institucional do  MPF. 
Entretanto, alguns fatos devem serem esclarecidos:

Primeiro lugar, que a denúncia é equivocada quando narra que os fatos supostamente ocorridos a época (04/12/2016), à Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, em Goiânia, quando na verdade foi QUATRO MESES após (04/004/2017);

Segundo lugar, que é equivocada a denúncia quando narra que o Docente do curso de Medicina Veterinária usou de condição de professor orientador para cometer crimes;

Terceiro lugar, que é equivocada a denúncia quando narra que o professor alvo da denúncia está afastado pela UFG de suas atividades, quando na verdade está de licença médica;

Quarto lugar, é preceito constitucional (princípio da não culpabilidade), que toda pessoa acusada de um ato delituoso tem o direito de ser presumida inocente até que a sua culpabilidade tenha sido provada com a LEI;

Ressalte-se que o denunciado não foi condenado pelo MPF, até porque não é competência deste praticar tal ato, ocorrendo apenas a denúncia;

Finalizando, que o denunciado tem a plena consciência de que JAMAIS cometeu qualquer crime e que PROVARÁ a sua inocência durante a instrução processual, estando seu advogado à disposição para quaisquer esclarecimentos.
Digelson Guedes de Lima

Advogado OAB/GO 15747

MPF/GO denuncia vazantino, professor da UFG, por crimes sexuais

MPF/GO denuncia vazantino, professor da UFG, por crimes sexuais

Ministério Público Federal (MPF) em Rio Verde (GO) denunciou, na ultima quarta-feira (16), por assédio sexual e estupro de vulnerável, o professor do curso Medicina Veterinária da Universidade Federal em Goiás (UFG)/Regional Jataí, Rogério Elias Rabelo. De acordo com a denúncia, o docente, valendo-se de sua condição de professor-orientador, assediou sexualmente e estuprou uma estudante da qual era orientador.

Os assédios eram feitos por meio de abordagens presenciais e mensagens no aplicativo WhatsApp com o intuito de obter favorecimento sexual e ocorreram ao longo do ano passado, especialmente entre os meses de agosto e dezembro. Por fim, o estupro teria ocorrido na madrugada de 4 de dezembro de 2016, enquanto a aluna dormia, em um apartamento localizado em Goiânia, para onde alguns alunos foram após participação em congresso ocorrido na capital. Os fatos foram narrados, na época, à Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, em Goiânia.

Durante as investigações, ficou constatado que o professor valeu-se de seu cargo público para o cometimento dos crimes sexuais. O MPF/GO pede, agora, a condenação do docente pelos crimes de assédio sexual em continuidade delitiva (art. 216-A c/c art. 71) com o crime de estupro de vulnerável (art. 217-A, § 1º), todos do Código Penal.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em razão da postagem divulgada no site do MPF na cidade de Rio Verde – Goiás repercutida na imprensa local e demais mídias, acerca das acusações de SUPOSTOS crimes de assédio sexual e estupro praticados pelo professor da UFG – Regional Jataí, vem por meio desta nota esclarecer à sociedade que a indigitada denúncia ofertada no dia 16/08/2017, perante a autoridade judiciária competente, faz parte de um procedimento jurídico normal e que já era esperado pela defesa, até porque, é função institucional do  MPF. 

Entretanto, alguns fatos devem serem esclarecidos:

Primeiro lugar, que a denúncia é equivocada quando narra que os fatos supostamente ocorridos a época (04/12/2016), à Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, em Goiânia, quando na verdade foi QUATRO MESES após (04/004/2017);

Segundo lugar, que é equivocada a denúncia quando narra que o Docente do curso de Medicina Veterinária usou de condição de professor orientador para cometer crimes;

Terceiro lugar, que é equivocada a denúncia quando narra que o professor alvo da denúncia está afastado pela UFG de suas atividades, quando na verdade está de licença médica;

Quarto lugar, é preceito constitucional (princípio da não culpabilidade), que toda pessoa acusada de um ato delituoso tem o direito de ser presumida inocente até que a sua culpabilidade tenha sido provada com a LEI;

Ressalte-se que o denunciado não foi condenado pelo MPF, até porque não é competência deste praticar tal ato, ocorrendo apenas a denúncia;

Finalizando, que o denunciado tem a plena consciência de que JAMAIS cometeu qualquer crime e que PROVARÁ a sua inocência durante a instrução processual, estando seu advogado à disposição para quaisquer esclarecimentos.

ACIDENTE DOS GUIMARÃES: Inquérito investiga causas do acidente que vitimou quatro vazantinos

ACIDENTE DOS GUIMARÃES: Inquérito investiga causas do acidente que vitimou quatro vazantinos

A Polícia Civil de Monte Carmelo iniciou as investigações para apurar as causas do grave acidente registrado na MG-190, no último sábado (12) próximo a Abadia dos Dourados, no Alto Paranaíba, que resultou na morte de quatro pessoas da mesma família (Veja detalhes do acidente aqui). As vítimas vinham de Uberaba para a cidade de Vazante.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Cláudia Coelho Franchi, o inquérito foi instaurado na quarta-feira (16) e as testemunhas começaram ser ouvidas. O motorista da caminhonete, de 18 anos, também já se colocou à disposição da polícia para prestar esclarecimentos.

Franchi esclareceu que serão avaliados os laudos periciais e as circunstâncias do fato e, só ao fim das investigações, será possível confirmar se o condutor da caminhonete responderá pelo crime de homicídio no trânsito com dolo eventual – quando se assume o risco de matar – ou por conduta culposa – quando não há intenção ou consciência de que tal resultado poderia ocorrer. Não há previsão para a conclusão do inquérito.

Ultrapassagem proibida

No boletim de ocorrência registrado pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE), testemunhas relataram que o motorista da caminhonete, um jovem de 18 anos, fez uma ultrapassagem em local proibido e acabou batendo de frente com o carro de passeio que seguia pela pista contrária.

O veículo era conduzido pela empresária de Uberaba, Leila Guimarães, 51 anos, e estavam nos bancos de passageiros os dois filhos de nove e 12 anos, uma sobrinha de 32 anos e a irmã de 55 anos.

Com o impacto, o carro caiu em uma ribanceira e a caminhonete atingiu outros dois carros na rodovia. Leila, a irmã e o filho de nove anos morreram no local do acidente. A sobrinha foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. A adolescente foi socorrida para o Hospital Vera Cruz em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, e não corre risco de morte.

Os demais envolvidos no acidente tiveram ferimentos leves. O motorista da caminhonete foi levado para Monte Carmelo e, na unidade hospitalar, os militares questionaram se ele havia feito uso de bebida alcoólica. Ele não apresentava sinais de embriaguez, mas se recusou a fazer o teste de bafômetro.

Sobre o acidente, o jovem contou que iniciou a manobra apenas para ver se era possível fazer a ultrapassagem e que não chegou a sair totalmente da pista.

Fonte: G1