Eucalipto cai na pista entre Vazante e Lagamar e PM dá suporte na retirada; pista ficou interditada nos dois sentidos

Eucalipto cai na pista entre Vazante e Lagamar e PM dá suporte na retirada; pista ficou interditada nos dois sentidos

A Polícia Militar de Lagamar deu suporte na tarde desta sexta-feira, 20 de outubro, a retirada de um tronco de eucalipto que caiu nas margens da BR/MGC-354, entre Lagamar e Vazante, próximo ao trevo de São Brás de Minas. Durante o trabalho, que durou cerca de 20 minutos, a pista ficou interditada nos dois sentidos e foi rapidamente liberada. A queda deste eucalipto foi devido as queimadas que está na região.

 

Vereador diz na Câmara que Copasa rouba a população com taxa de esgoto

Vereador diz na Câmara que Copasa rouba a população com taxa de esgoto

A reunião ordinária da Câmara Municipal de Patos de Minas desta quinta-feira (19) contou com a participação do secretário municipal de governo Edno Oliveira Brito e do procurador-geral do município Jadir Souto Ferreira, na tribuna livre discutindo sobre as possibilidades de cumprir, caso seja aprovado, o projeto de lei de autoria do vereador Bosquinho, que pretende extinguir a cobrança da taxa de esgoto em Patos de Minas.

O projeto ainda não foi apresentado mas já levantou muitas discussões. Os vereadores questionaram o secretário e o procurador, em muitos pontos a possibilidade e os impactos do projeto, no que diz respeito ao governo municipal. Para Bosquinho, o município vem sendo omisso diante da situação e não tem feito nada para garantir o direito ao serviço já que a população paga por ele.

Na antecipação da discussão sobre a matéria, Bosquinho relembrou que a Copasa desde 2009 colocou em prática a tarifa de esgoto, sem cumprir as metas estabelecidas em contrato. Para ele a companhia vem literalmente “roubando a população patense”, e por isso a necessidade do Projeto de Lei, que quer extiguir em definitivo a cobrança.

O vereador enfatizou também que o município deveria auditar a prestação de serviços para fiscalizar o cumprimento das determinações estabelecidas há cerca de 8 anos. Segundo ele é necessário que o executivo peça o rompimento do contrato, até que seja esclarecido o que já foi arrecadado, e o que de fato tem sido investido no município com a taxa. “A população está sendo sacrificada pela cobrança de um serviço que não vem sendo realizado”, disse Bosquinho.

FONTE: PATOS JÁ

Jovem entra em escola particular e mata dois estudantes e deixa quatro feridos

Jovem entra em escola particular e mata dois estudantes e deixa quatro feridos

Um estudante atirou contra colegas de turma em uma escola particular em Goiânia, nesta sexta-feira (20/10), por volta de 12h. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, dois adolescentes morreram e ao menos três ficaram feridos. O atirador e as vítimas estariam no oitavo ano do Ensino Fundamental.

Os feridos foram levados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). No entanto, ainda não há informação sobre o estado de saúde das vítimas. O atirador foi detido pela Polícia Militar de Goiás.  Segundo o jornal O Popular, o motivo para os disparos foi por causa de bullying.

Moradores da região afirmaram, nas redes sociais, que a rede de celular está fora do ar e, de acordo com o pai de um dos alunos, o garoto não tinha uma vítima específica e “entrou atirando aleatoriamente”.

O Correio procurou o colégio Goyases que, por sua vez, disse que não iria se pronunciar. As aulas na instituição foram suspensas.

FONTE: PATOS AGORA

Reunião consegue deixar Campeonato Municipal de Vazante ainda de pé

Reunião consegue deixar Campeonato Municipal de Vazante ainda de pé

Com início às 19:20 desta quinta-feira, (19), foi realizada na sala de reuniões do Centro Esportivo a segunda reunião que tratou de assuntos importantes para manter de pé o Campeonato Municipal de Vazante.

Prefeitura:
– Secretário de esportes – Renê Rodrigues.
– Colaborador – Lázaro Romão.

LDV:
– Vice-Presidente – Elder dos Santos o “DENTIN”.

As equipes:
– São João – Zé Maria e Diene.
– Riacho de Areia – Silvinho.
– Serrano – Merson e Alexandre Tenguinho.
– Nova Esperança – Cláudio Grilo.
– Claro de Minas – Willian Pereira.
– Vazante Sul – Amado.
– Bagres – Que enviou, mas deu a palavras que participa.
– A exemplo do ano passado ADCVM não foi representada e tem até segunda-feira, dia (23) data da última reunião, pra se manifestar, caso contrário entra o selecionado sub 20 do rural em sua vaga.

Proposta:
– Forma de disputa: A primeira fase seria igual a da Copa do Brasil – (4) grupos de (2) times com jogos eliminatórios de ida e volta sem o gol qualificado; Passando os (4) vencedores dos confrontos para a segunda-fase. Na segunda-fase a competição recebe dois times de fora: Guarda-Mor de Guarda-Mor e Novo Andorinhas de Presidente Olegário turbinando o evento para 6 equipes, formando dois grupos de (3), A e B, com jogos só de ida entre se dentro das chaves; Passando os (2) melhores de cada para as semifinais que devem ser com jogo só de ida; Passando o melhor pontuado de cada para a grande final a ser realizada nas datas de acordo com o aniversário da cidade, 9, 10, 11 ou 12 de dezembro.

Votação:
– São João e Riacho de Areia foram contra essa proposta do secretário Renê Rodrigues.

Ideias:
– Deram a ideia de os times que forem eliminados cederam pelo menos (5) jogadores para os (4) que avançarem as semifinais.

Subvenção:
– A maioria pede 800,00 por partida. Apenas o Serrano fecha por 600,00. O secretário leva a proposta para o prefeito e na segunda-feira, (23) decide-se tudo.
Próxima reunião, segunda-feira, dia 23 às 18:30 no centro esportivo.

FONTE: RADIO MONTANHEZA

‘Tráfico de drogas financia campanha política no Brasil’, relata Marcinho VP

‘Tráfico de drogas financia campanha política no Brasil’, relata Marcinho VP

‘Isso é folclore’. Essa é a opinião de Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, sobre a afirmação da polícia de que é ele um dos comandantes do Comando Vermelho.
Condenado a um total de 48 anos de reclusão, que cumpre em Mossoró (RN), o traficante diz ser alvo de injustiças e acha que as drogas não serão legalizadas no Brasil por ‘sustentarem políticos’.

“A legalização das drogas é um caso mais complexo, tem que discutir com a sociedade, fazer um plebiscito. Mas acho que drogas leves como a maconha seria importante dar o primeiro passo, legalizar, para erradicar o tráfico de drogas. Mas acho que aqui no Brasil acho difícil legalizar, o tráfico de drogas financia campanhas políticas no Brasil”, afirmou ele em entrevista ao UOL.

Ainda falando sobre o tráfico, afirmou que os ‘verdadeiros barões das drogas vivem acima de qualquer suspeita, financiando campanhas políticas’.

Ainda nesta linha, ele opinou sobre Sergio Cabral, ex-governador do Rio, ao qual afirmou ser ‘o maior charlatão que teve o desprazer de conhecer’.

FONTE: UOL

Sequestro de empresário em Uberlândia é investigado; polícia não descarta crime forjado

Sequestro de empresário em Uberlândia é investigado; polícia não descarta crime forjado

A Agência de Inteligência do 9º Departamento de Polícia Civil de Uberlândia dá andamento ao inquérito que investiga o sequestro de um empresário da cidade. Além de apurar o roubo, a polícia trabalha com a hipótese de o crime ter sido forjado com o objetivo de aplicar golpe milionário em investidores de criptomoeda (bitcoin).

O crime ocorreu no dia 6 de outubro depois que a vítima, de 27 anos, saiu de um evento no ramo financeiro e seguiu para uma confraternização no Bairro Mansões Aeroporto. Consta no boletim de ocorrências que os criminosos mantiveram a vítima em cárcere, torturaram e roubaram quantidade considerável de moedas virtuais de uma carteira digital.

“Todas as linhas estão sendo investigadas, nenhuma está sendo descartada. Estamos em diversas diligências, fazendo oitivas e reunindo documentos”, disse o delegado responsável pelo caso, Eduardo Leal.

No depoimento da vítima ao delegado, o empresário reforçou os relatos registrados pela Polícia Militar (PM), que conta com 19 testemunhas qualificadas. O setor de inteligência trabalha meios para fazer a oitiva dessas pessoas uma vez que a maioria mora em outras cidades.

Outra dificuldade na condução do inquérito ocorre pelo fato de o mercado ser algo novo no Brasil e as transações serem de difícil rastreamento. O bitcoin – que chega a valer mais de R$ 17 mil cada na cotação atual – não é emitido pelo Banco Central de nenhum país e permite a transferência de valores por meio de criptografia que mantém as transações ocultas, dificultando a regulação financeira.

“Realmente esse mercado digital é muito difícil de rastrear, mas estamos trabalhando para saber se foi algo preparado ou não e trazer informações mais concretas em breve”, finalizou Leal.

Investidor suspeita de golpe

Um investidor de bitcoins do estado do Sergipe, que preferiu não ser identificado, entrou em contato com a reportagem e chegou a passar informações de forma extraoficial à Polícia Civil sobre o assunto. Ele disse que tinha bitcoins investidos na empresa chamada Adsply e que o sequestro ocorreu no dia de um dos maiores pagamentos, o que levantou a suspeita sobre um possível golpe.

“Essa empresa trabalha com bitcoins das pessoas em diversos países e, justamente no dia do maior pagamento nas contas de investimento, ele foi sequestrado e milhões sumiram. Ninguém recebeu. Caso seja uma simulação de sequestro, seria uma fraude maior do que o roubo do Banco Central e duas vezes maior que o valor da Mega da Virada”.

Investidores que mantinham negócios com a Adsply informaram ao G1 os contatos de alguns diretores que, segundo eles, mantinham o escritório da empresa em Uberlândia. Contudo, a reportagem não conseguiu contato com os mesmos para comentar o assunto.

Jovem está em estado de choque, afirma advogado

G1 não conseguiu contato direto com a vítima, mas conversou com o advogado que fez o registro do boletim e representa o jovem em outros assuntos. Ele informou que o cliente reside em Uberlândia e não tem vínculo societário com a empresa, sendo que apenas prestava serviço como palestrante para apresentar o serviço oferecido.

Informou, ainda, que o jovem está em estado de choque pelo ocorrido por ter sido sedado e agredido pelos criminosos. Sobre a suspeita de o crime ter sido forjado, ele salientou que se necessário irá apresentar a defesa.

“Se chegar o momento, nós vamos apresentar defesa e discutir com a autoridade policial que não faria sentido ele armar isso na cidade dele, sendo que viaja no mundo inteiro e muito menos no modo como foi realizado. Esse é um crime novo, o segundo no país, e pelo forma como aconteceu, foi cometido por uma quadrilha especializada”, defendeu.

O valor subtraído da carteira de bitcoins que estava na posse do empresário, no momento do crime, não foi informado pelo advogado por questões de segurança.