REVELAÇÃO: Após quase 50 anos saiba quem era o pai de Chaves 

REVELAÇÃO: Após quase 50 anos saiba quem era o pai de Chaves 

A sér​ie “Chaves” foi produzida entre 1971 a 1992 e, por mais bem-amarradas que as histórias imaginadas pelo criador e protagonista Roberto Gómez Bolaños fossem, os fãs ainda se dedicam a imaginar subtramas, a enxergar significados escondidos nos episódios e a procurar por respostas. 

Uma questão em especial, sobre a identidade do pai de Chaves, teve resposta no livro “El Diario del Chavo” (O Diário de Chaves), assinado pelo próprio Bolaños. Na obra, ele narra o roteiro do final que imaginou para a série e mostrou que muitas teorias dos fãs faziam sentido.

Sim, quem apostou que Seu Madruga era o pai de Chaves estava certo todos esses anos. anos.

 A história, porém, nunca foi gravada por conflitos internos da produção, segundo contou um dos diretores da série, Enrique Segoviano. O encerramento de Chaves seria feito em dois episódios. Na primeira parte, Seu Madruga confessa ao professor Girafales que conheceu a mãe de Chaves e teve um namorico com ela.

Na segunda, o Senhor Barriga finalmente expulsaria Seu Madruga e Chiquinha da vila por todo histórico de falta de pagamento de aluguel, mas, antes disso, o professor revelaria o grande segredo da série.

Muitos fãs da série já suspeitavam que Chaves e Chiquinha eram irmãos por que, apesar das pancadas, o Senhor Madruga sempre ensinava coisas novas a Chaves e lhe dava de comer.

 

Seria um final fofo, não?



Aventureiro cruza céu da África do Sul em cadeira presa a 100 balões

Aventureiro cruza céu da África do Sul em cadeira presa a 100 balões

Um aventureiro britânico voou por 25 km suspenso por 100 balões de hélio na África do Sul. Tom Morgan, de 28 anos, alcançou 2,4 mil metros de altura sentado em uma cadeira de praia. Ele passou dois dias enchendo os balões antes de voar. As primeiras tentativas foram em Botsuana, também na África, mas falharam.

“O problema era achar uma janela com tempo bom. E era difícil proteger os balões quando começavam a estourar”, explicou Morgan.

Com apenas alguns balões remanescentes, ele se deslocou até Johannesburgo, na África do Sul, para uma última tentativa – que enfim deu certo.

Morgan descreveu a experiência como “mágica” e “incrível”. Mas também admite ter se sentido “um pouco eufórico e apavorado” enquanto subia pelos céus. Quando a velocidade começou a aumentar muito durante o voo, o britânico passou a estourar alguns dos balões. “Eu tive que me manter calmo e começar a furá-los gradualmente”, contou.

Morgan vive em Bristol, na Inglaterra, há 15 anos e opera uma empresa de passeios de aventura. Ele agora quer lançar uma “corrida” de balões de hélio na África. “Teremos apenas que evitar áreas com árvores pontudas”, brinca.

Há quase dez anos, o padre Adelir de Carli tentou fazer um voo semelhante no Brasil, também suspenso por balões de hélio. Mas o projeto não teve final feliz. Após decolar de Paranaguá (PR) em 20 de abril de 2008, o religioso sumiu.

Durante meses ele foi considerado desaparecido. Várias operações de busca foram realizadas até a localização do corpo, em Macaé (RJ), em 29 de julho do mesmo ano.

Ele tentava bater um recorde de voo com balão de hélio – o plano era ficar 20 horas no céu. Mas o mau tempo acabou transformando o sonho do padre em tragédia.

FONTE: BBC

CURIOSIDADE: Homem cava túnel de sua casa até o bar para poder beber todas as noites enquanto sua esposa dormia

CURIOSIDADE: Homem cava túnel de sua casa até o bar para poder beber todas as noites enquanto sua esposa dormia

Acreditem ou não, mas um encanador irlandês conseguiu a proeza de cavar um túnel desde sua casa até um bar que fica a 800 metros de distância.

Patsy K. demorou cerca de 15 anos até finalizar o túnel e durante 5 anos ele visitava o bar todas as noites enquanto sua esposa dormia.

O “Caminho da felicidade” foi descoberto após Patsy ser intimado a prestar esclarecimentos no tribunal local, por estar sendo acusada de danificar o encanamento da residência de um de seus vizinhos.

Em seu depoimento o homem afirmou que sua esposa roncava demais, e isso o motivou a ter essa ideia maluca.

Ainda em seu depoimento ele afirmou que após assistir o filme ‘Um Sonho de Liberdade’, em 1994, resolveu fazer algo parecido, e começou cavar um túnel em direção ao bar. Ele afirma que usou todo o tipo de ferramenta, desde colheres a  furadeiras, ainda segundo ele o túnel foi concluído em 2009, o mesmo dia em que ele conseguiu chegar ao bar e tomar sua primeira cerveja.

Após seu túnel ser concluído ele afirmou que foram 5 anos indo até o bar todas as noites, sempre perto das 23hrs e só voltava quando estava satisfeito. Sua esposa ficava dormindo e não fazia a mínima ideia do que acontecia.

O homem ainda disse que foi bom que foi descoberto, pois, sua esposa já estava desconfiada e sempre perguntava sobre o cheiro de álcool. Ele ainda disse que o dono do bar sempre se perguntava como que ele aparecia do nada.

FONTE: O NOTICIOSO

CURIOSO: Jovem sai da própria cova após levar dois tiros e pauladas na cabeça

CURIOSO: Jovem sai da própria cova após levar dois tiros e pauladas na cabeça

Um caso impressionante chocou moradores da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um rapaz, após levar dois tiros e pauladas na cabeça, perder um olho, ser dado como morto, conseguiu sair da cova onde estava enterrado e caminhar até à rodovia, onde caiu desmaiado. Os dois suspeitos do crime foram presos e serão apresentados pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira, 17/10.

A vítima deu detalhes do crime, ocorrido em julho, em uma entrevista à rádio Itatiaia. Após furtar maconha de traficantes de Santa Luzia, o jovem de 17 anos foi perseguido e, numa emboscada, levado por traficantes até uma área aberta da MG-010, em Confins. No local, levou pauladas e foi baleado duas vezes na cabeça, o que acabou arrancando seu olho direito.

Os autores do crime, acreditando que a vítima havia morrido, enterraram o jovem, que apesar dos ferimentos, sobreviveu, acordou e cavou a terra com as próprias mãos até conseguir sair e ter acesso à rodovia, onde desmaiou novamente.

Populares socorreram o adolescente, que foi encaminhado ao Hospital João XXIII, onde permaneceu por dois meses, atingiu a maioridade, até ser identificado pela família, após inúmeras tentativas.

Mesmo com sequelas e dificuldade na fala, o jovem conseguiu dar detalhes sobre dois suspeitos, que acabaram sendo presos nessa segunda-feira.  Segundo a Polícia Civil, eles foram identificados como Sérgio Costa da Silva, de 24 anos, e Carlos Vinícius dos Santos Pereira, de 28.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas casas dos investigados e no imóvel de uma mulher de 38 anos, que também é suspeita do crime. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, dias após o desaparecimento do jovem, a mulher disse à mãe dele que ele havia sido sequestrado e morto por traficantes da região por conta do furto de maconha.

FONTE: ESTADO DE MINAS

Prefeitura Municipal de Vazante apresenta regulamento do FESTIVAZ 2017

Prefeitura Municipal de Vazante apresenta regulamento do FESTIVAZ 2017

A coordenação do 12° FESTIVAZ ficará a cargo da Prefeitura Municipal de Vazante, que formará a Comissão Organizadora, que terá responsabilidade geral sob a organização e elaboração do Festival, recebendo as inscrições até o dia 30 de novembro de 2017. O Festivaz 2017 será constituído de duas etapas: Fase Eliminatória e Fase Final.

Participarão do 12° FESTIVAZ todos os intérpretes, desde que inscritos regularmente dos dias 01 a 30 de novembro de 2017, no Centro Cultural de Vazante, situada à Rua Machado Diniz, 600 – 2° Andar , no Centro de Vazante. Telefone: (34) 3813.1130, pelo site da Prefeitura de Vazante ou diretamente pelo e-mail [email protected] 

Cada intérprete poderá concorrer com apenas uma música na Fase Eliminatória, entendendo-se como intérprete apenas o vocalista principal. Aquele que se inscrever e não comparecer para sua apresentação tanto na eliminatória, como também na final, ficará automaticamente eliminado das próximas duas edições do FESTIVAZ.

Poderão concorrer músicas que já foram gravadas e músicas inéditas, que são aquelas que nunca foi gravada ou executada em rádios ou meios de comunicação de massa e que não seja de conhecimento público, cuja letra ou melodia não caracterizem prática de plágio.

O 12º FESTIVAZ terá vagas limitadas para 100 intérpretes, distribuídas da seguinte maneira:

20 VAGAS – Infantil até 18 (dezoito) anos de todas as cidades.
20 VAGAS – Sertanejo de Vazante.
20 VAGAS – Variadas de Vazante – qualquer gênero musical.
20 VAGAS – Interpretes de outras cidades – qualquer gênero musical
20 VAGAS – Musicas inéditas de todos os gêneros e todas as cidades.

Serão considerados de Vazante os interpretes que, mesmo tendo nascido em outras cidades, residirem no município, sendo necessária a comprovação de endereço; ou que morem em outras cidades e tenham comprovadamente nascido em Vazante, sendo que todos os participantes da interpretação musical, como vocalistas, back-vocais e instrumentistas também deverão ser naturais de Vazante ou morarem no Município.

A Fase Eliminatória do 12º FESTIVAZ acontecerá nos dias 07, 08, 09, 10 e 11 de dezembro de 2017 e a Fase Final será no dia 12 de dezembro de 2017, em local a ser definido e divulgado posteriormente pela Comissão Organizadora. As apresentações dos intérpretes em ambas as fases do festival serão realizadas com inicio as 19:00 horas, sem nenhum minuto de atraso. O concorrente que não estiver no local quando for o horário de sua convocação, será desclassificado.

DA FASE ELIMINATÓRIA: 
As datas de apresentação dos concorrentes nas etapas da Fase Eliminatória serão da seguinte forma.
Dia 07/12/2017 – Categoria Infantil
Dia 08/12/2017 – Música Inédita
Dia 09/12/2017 – Sertanejo Local (Interpretes somente de Vazante)
Dia 10/12/2017 – Variadas Local (Interpretes somente de Vazante)
Dia 11/12/2017 – Interpretes de Outras Cidades

Em cada etapa da Fase Eliminatória serão escolhidos 03 (três) intérpretes, classificados pela melhor pontuação da Comissão Julgadora. No caso de empate na 3º colocação da Fase Eliminatória, os intérpretes que empatar dividirá o premio e serão automaticamente classificados para a Fase Final. Haverá uma noite específica para as apresentações dos intérpretes da categoria “Música Inédita” na Fase Eliminatória.  No caso de suspeitas ou denúncias de que alguma música não seja inédita, o ônus da prova caberá aos denunciantes. Haverá também uma noite específica na Fase Eliminatória para as apresentações da Categoria Infantil, com intérpretes de até 18 anos.

Os intérpretes classificados para a Fase Final terão obrigatoriamente que apresentar outra música diferente daquela apresentada na Fase Eliminatória e que não seja cantada em língua estrangeira.

O concorrente não poderá usar play-back, sequencial de bateria e nenhum acompanhamento eletrônico durante sua apresentação. Os arranjos instrumentais e vocais ficarão a cargo dos concorrentes. Os instrumentistas poderão acompanhar mais de um concorrente, sendo que back-vocal é considerado instrumental e não vocal.

A Comissão Julgadora do 12° FESTIVAZ será composta por 03 (três) jurados na fase eliminatória e 05(cinco) na fase final, indicados pela Comissão Organizadora, cujos currículos serão amplamente divulgados para conhecimento dos intérpretes e o público em geral. Os referidos jurados terão uma remuneração de R$ 50,00 (cinqüenta) reais por noite, como gratificação pelos seus trabalhos.

Na Fase Eliminatória, os jurados julgarão os intérpretes da categoria de “Música Inédita” com notas fracionadas de 0 a 10 pontos nos seguintes quesitos: “Letra”, “Vocal” e “Instrumental”, e os demais intérpretes serão julgados apenas nos quesitos “Instrumental” e “Vocal”, mesmo critério que será usado para todos os concorrentes na Fase Final.

Todos os documentos (fichas de avaliação, mapas parciais ou finais e outros) utilizados no julgamento e apuração, serão assinados pelos respectivos responsáveis, podendo ser conferidos pelos concorrentes.

Se houver empate na Fase Final, os valores dos prêmios serão divididos pelo número de ganhador empatado respectivamente na 1º, 2° e 3° colocação. 

Os vencedores do 12° FESTIVAZ receberão os seguintes prêmios:

VENCEDORES DA CATEGRIA INFANTIL: 
1º lugar – R$ 500,00 + troféu
2º Lugar – R$ 300,00
3º Lugar – R$ 200,00
VENCEDORES DA NOITE DE MÚSICA INÉDITA: 
1º lugar – R$ 500,00 + troféu
2º Lugar – R$ 300,00
3º Lugar – R$ 200,00
VENCEDORES DA NOITE SERTANEJOS LOCAIS (Intérpretes de Vazante):
1º lugar – R$ 500,00 + troféu
2º Lugar – R$ 300,00
3º Lugar – R$ 200,00
VENCEDORES DA NOITE VARIADAS LOCAIS (Intérpretes de Vazante):
1º lugar – R$ 500,00 + troféu
2º Lugar – R$ 300,00
3º Lugar – R$ 200,00
VENCEDORES DA NOITE INTÉRPRETES DE OUTRAS CIDADES:
1º lugar – R$ 500,00 + troféu
2º Lugar – R$ 300,00
3º Lugar – R$ 200,00
VENCEDORES DA FASE FINAL:
1° Lugar – R$ 1.000,00 + troféu
2° Lugar – R$ 600,00
3° Lugar – R$ 400,00
CAPÍTULO VIII
DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

A ordem de apresentação na Fase Eliminatória e na Fase Final será determinada pela Comissão Organizadora, sem direito a nenhuma exigência por parte dos concorrentes.

A Comissão Organizadora reserva-se o direito de excluir em qualquer fase do evento, aquele concorrente que, por alguma razão, não observar e cumprir as normas contidas neste regulamento ou tenha comportamento e atitudes que possam ser consideradas incompatíveis com a organização do evento. As músicas inscritas no 12º FESTIVAZ, bem como as gravações de áudios e imagens dos intérpretes, poderão ser utilizadas para uso público da Prefeitura Municipal de Vazante sem nenhum ônus de contratos, cachês ou direitos autorais, principalmente, no caso das músicas inéditas. Ao fazer sua inscrição, o candidato estará concordando com todos os Artigos especificados e critérios estabelecidos neste regulamento.

Fonte: Prefeitura Municipal de Vazante

#CortaPraMim – Marcelo Rezende morre aos 65 anos em São Paulo

#CortaPraMim – Marcelo Rezende morre aos 65 anos em São Paulo

O jornalista Marcelo Rezende morreu, às 17h45 deste sábado (16), em São Paulo, aos 65 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer, informou o Hospital Moriah.

Rezende foi diagnosticado no início do ano com câncer no pâncreas com metástase no fígado. Ele se afastou do comando do programa Cidade Alerta, da TV Record, para fazer o tratamento de quimioterapia. Ele estava internado no Hospital Moriah, na Zona Sul de São Paulo.
Em um vídeo postado no dia 3, Marcelo Rezende falou sobre os altos e baixos do tratamento contra o câncer. “O que eu tenho, a doença que eu tenho, o câncer que eu tenho, tem altos e baixos, é como uma montanha-russa. Uma hora eu to lá em cima, outra hora eu to lá embaixo. O mais importante é que eu estou firme e estar firme é aqui, onde a mente funciona. E eu estou firme para enfrentar os baixos, até chegar o momento em que o alto vai deslizar e aí a cura vai chegar. E eu tenho certeza dela porque Deus está comigo, Deus está contigo”, disse o jornalista.
Marcelo Luiz Rezende Fernandes nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951.
Começou sua carreira como repórter esportivo nos anos 70 do Jornal dos Sports. Trabalhou em O Globo, revista Placar e chegou à TV em 1987 para trabalhar na Globo. Entre os destaques está a cobertura do caso da operação da polícia na Favela Naval, em Diadema e a apresentação do programa Linha Direta. Trabalhou também na Band e Rede TV.