Aluguel atrasado e falta de repasse do estado, Veja a difícil situação das Polícias de Vazante



A crise financeira no estado de Minas Gerais só aumenta a cada dia.

Profissionais de todos setores estão enfrentando dificuldade para receber salários em dia. Há denúncias de não pagamento ao IPSEMG, INSS. ICMS dos municípios atrasado, assim como atraso no repasse aos municípios de IPVA e outros recursos.





Quem está sofrendo há meses são as Polícias Militar, Rodoviária Estadual, Ambiental e Civil.

A responsabilidade dos custos de segurança é do estado. Em Vazante, se não fosse a contra partida de 5 mil reais da Prefeitura as viaturas policiais poderiam não estar fazendo os trabalhos de rotina.





Há meses que o estado não envia recursos para o combustível e o Conselho Municipal de Segurança Pública de Vazante (Cosepuv) faz o que pode para administrar os 5 mil reais da Prefeitura de Vazante, na compra de combustíveis, manutenção de veículos, materiais de escritório para atender as Polícias Militar, Rodoviária, Ambiental, Civil e ainda a ajuda ao Presídio de Paracatu, o qual recebe presos de Vazante.

Outro agravante é o prédio que abriga a Polícia Civil de Vazante. O aluguel é pago diretamente pelo Estado de Minas Gerais. Segundo informações faz 8 meses que o aluguel está atrasado.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Se deseja utilizar esse conteúdo envie solicitação para: [email protected]