Um policial militar e outro ficou gravemente ferido em troca de tiros com criminosos em Pompéu, na região Central de Minas Gerais, na madrugada desta terça-feira (5). Um morador da cidade que passava pelo local também foi atingido e morreu. Os suspeitos teriam realizado uma explosão de caixas eletrônicos em uma agência bancária da cidade.

As informações da corporação indicam que dezenas de suspeitos chegaram em cinco veículos, um deles em uma motocicleta. Parte deles foi para o quartel da PM, onde tentaram trancar as grades da unidade policial com uma corrente. Em seguida eles efetuaram disparos de fuzil e espingardas calibre 12 contra a edificação, com o objetivo de amedrontar os militares que estavam no local, que revidaram.

Enquanto isso acontecia, a outra parte da quadrilha explodiram a agência do Banco do Brasil. Neste momento, uma viatura que fazia patrulhamento chegou ao local, tendo início então um intenso tiroteio. Foi então que os dois policiais e o morador, que ainda não teve a identidade divulgada, foram baleados.

O cabo Ozias Alves de Barros foi morto com um tiro na cabeça, enquanto o cabo Lucas Reis Rosa ficou ferido com dois disparos e foi encaminhado para o hospital de Sete Lagoas, também na região Central. Em seguida ele foi transferido para o Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII, em Belo Horizonte.

Os suspeitos ainda teriam colocado correntes na rodovia que dá acesso à cidade e espalharam “miguelitos” (dispositivos feitos com pregos entrelaçados), que furaram o pneu de uma viatura da PM.

Ainda de acordo com a PM, foi constatado que um Fiat Palio Weekend usado pelo bando foi incendiado em uma rodovia da região. Foi acionado o plano de apoio policial em toda área do 7º Batalhão que permanece na área realizando operações policiais durante todo o dia em busca de localizar os envolvidos.

Cerco

Na manhã desta terça o major Flávio Santiago, chefe da Sala de Imprensa da PM, informou que a corporação fez um grande cerco na tentativa de prender os bandidos. “Talvez um dos maiores esse ano. Já foi feito o socorro do militar que ficou ferido, trazido de helicóptero para o João XXIII, já está sendo atendido pelo hospital que é referência e também por uma equipe do hospital Militar”, conta.

Ainda segundo ele, o comandante-geral da PM já determinou uma grande operação e forças do Comando de Policiamento Especializado (CPC) já se encontram no local à procura dos suspeitos.

Os suspeitos ainda teriam colocado correntes na rodovia que dá acesso à cidade, o que furou o pneu de uma viatura da PM.

FONTE