Mulher é morta a facadas e policial militar é preso por ser suspeito de cometer o crime



Um policial militar esfaqueou e matou uma mulher em Unaí, no noroeste de Minas Gerais. O crime aconteceu na Rua Alba Gonzaga, no Centro da cidade. A vítima e o suspeito do crime têm 36 anos, sendo ela natural de Patos de Minas e ele de Ituiutaba, porém já morou em Patos de Minas.

Segundo informações, testemunhas ligaram no telefone 190 e informaram que havia uma agredida no apartamento, bastante ensanguentada e que gritava por socorro. Imediatamente, viaturas da Polícia Militar e uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros foram para o local e encontraram Michele da Cunha Borges Silveira Madureira (36) sentada no sofá da sala e já sem vida.





O apartamento foi isolado para o trabalho da perícia, que constatou que Michele foi morta por três perfurações no peito. Os policiais visualizaram o telefone da vítima que estava no apartamento e identificaram algumas mensagens de um policial militar, lotado em Buritis (MG). Imediatamente, foi feito o cerco na rodovia que liga as duas cidades.

Ricardo Cardoso Teixeira (36) que é cabo da Polícia Militar foi preso pelos próprios colegas de trabalho no momento que adentrava a cidade. Ele estava com as mãos ensanguentadas e com manchas de sangue na camisa e na calça. Após a prisão, ele confessou o crime. O policial foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil.

A Polìcia Militar de Unaí, através do 16º RPM divulgou uma nota apos a prisão do militar.





NOTA DE ESCLARECIMENTO.

A Polícia Militar esclarece que nesta data, por volta das 16h00min, na Rua Alba Gonzaga, em um prédio, no Centro da cidade de Unaí, um militar desta Corporação, lotado na cidade de Buritis cometeu crime de homicídio em desfavor de uma mulher com a qual supostamente mantinha um relacionamento amoroso. O militar atingiu a vítima com golpes de faca na região do peito. A Polícia Militar compareceu e acionou a perícia que realizou o trabalho de levantamento do local.

O militar foi identificado como um Cabo lotado na cidade de Buritis, após levantamentos do sistema de monitoramento das proximidades do local do crime. O militar foi preso pela própria PM, quando chegava na cidade de Buritis e estava com a camisa com manchas de sangue. O militar foi encaminhado para a Delegacia de Polícia e ficará preso a disposição da Justiça. A faca utilizada foi jogada às margens da rodovia quando do deslocamento para a cidade de Buritis e ainda não foi localizada.

Polícia Militar está consternada com o fato, frisa que não compactua que um de seus integrantes pratique tal hediondez, um ato abominável, repugnante e de violência extrema. A Polícia esclarece ainda que será aberto Processo Administrativo Demissionário visando a sua punição rigorosa e exemplar.

A Polícia Militar reafirma seu compromisso com a transparência de fatos envolvendo seus integrantes  e se solidariza com a família da vítima.

Fonte: 16ª RPM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *