A estrada do Sumaré foi palco de graves acidentes na noite deste domingo, 11/06. Duas vacas cruzaram a pista e três carros acabaram batendo violentamente. Os acidentes seguidos deixaram uma pessoa morta e pelo menos três pessoas feridas. A perícia técnica da Polícia Civil foi até o local para analisar como tudo teria acontecido.

Os acidentes aconteceram por volta das 18h30, a cerca de 1,5km do Trevo do Posto Cometa. De acordo com os policiais militares que trabalham na ocorrência, o motorista do VW/Gol Adair Fernandes Braga, 65 anos, seguia em sentido a Patos de Minas quando acabou atingindo uma das vacas. O automóvel ficou com a frente toda danificada, mas os ocupantes não se feriram.

O mesmo animal acabou sendo atingido também pelo GM/Celta que seguia em sentido a Sumaré. Valdemir Dias dos Santos, 57 anos, que conduzia o veículo sofreu graves ferimentos e acabou não resistindo. Também estavam no carro a esposa dele e uma criança de 8 anos. A garotinha precisou ser levada para o Hospital Regional.

Neste momento, um GM/Vectra também acabou atingindo outra vaca a cerca de 50 metros desse local. A frente do carro ficou bastante danificada e o casal que ocupava o veículo ficou ferido. Unidades do SAMU foram até o local para socorrer as vítimas.

O local foi parcialmente interditado para o trabalho da perícia técnica da Polícia Civil. Até o momento, o proprietário dos animais não foi identificado. A marca de um “J” foi verificado pelo perito em uma das vacas. Os policiais analisaram se havia alguma cerca danificada por onde os animais poderiam ter passado, mas nada foi encontrado.

As duas vacas tiveram graves ferimentos. Uma não resistiu e morreu pouco após o acidente. A outra teve as patas quebradas, mas permaneceu viva. Os policiais destacaram que o local não possui sinalização ainda, não há iluminação e os dois animais eram pretos, contribuindo para a ocorrência dos acidentes.

Como determina a legislação, neste caso, o proprietário dos animais fica sendo o responsável pelos danos gerados. Os policiais trabalham para identificá-lo na ocorrência. Os militares também orientaram as pessoas a dirigirem com o máximo de cuidado na estrada que já possui asfalto, mas ainda não recebeu sinalização, nem marca viária. O corpo de Valdemir foi levado para o Instituto Médico Legal para ser constatada a causa da morte.

Fonte: Patos Hoje