Bebê em estado gravíssimo em Lagoa Formosa será transferido para receber melhor tratamento



A família da pequena Mikaelly, de apenas 04 meses de vida, conseguiu nesta quarta-feira (07/06) na justiça, o direito de transferência da garotinha para outro centro e seguir o tratamento de saúde da menina que está com suspeita de meningite bacteriana. A angústia de tentar conseguir uma vaga para transferir a garotinha que está em estado gravíssimo no Hospital Regional, para outra cidade onde o atendimento possa ser realizado já completou 05 dias, sendo que na tarde desta quarta-feira (07) os pais da bebê pediram socorro ao Ministério Público e foram atendidos.

De acordo com informações de Luciene da Luz que é avó materna, Mikaelly nasceu sem nenhum problema de saúde, e só recentemente foi descoberto que ela estava doente. Ela disse que há poucos dias a menina começou a sentir febres em graus elevados e apresentar manchas roxas pelo corpo. A garotinha foi levada para o Pronto Atendimento e os médicos de Lagoa Formosa pediram a transferência imediata de menina para o Hospital Regional na cidade de Patos de Minas onde se encontra internada.





No Regional, a pequena Mikaelly foi entubada á espera de ter o seu quadro clínico estabilizado e também de uma vaga em Belo Horizonte ou Uberlândia. A transferência para outra cidade precisa ser feita por uma aeronave adequada. Luciene conta que está á espera de um milagre para sua netinha. Ela disse á reportagem que os médicos ainda não deram diagnóstico definitivo por não terem no hospital equipamentos capazes de precisar a doença, mas tudo leva a crer que seja realmente meningite bacteriana.

A situação da  menina é tão grave, que os médicos já avisaram sobre a possibilidade da paciente ter alguns dos dedos dos pés e mãos amputados, devido a falta de circulação de sangue nos membros. Bastante inchada e com o quadro de saúde se agravando ainda mais, os pais acionaram o MP para tentar forçar a vaga para o tratamento em uma CTI Pediátrica e conseguiram na justiça que a garotinha seja transferida.





Os familiares contam que já são pelo menos cinco de desespero sem dormir, se alimentando de forma precária, e muito preocupados com o estado de saúde da criança que corre risco de morte. O Promotor de Justiça, Jaques Souto, enviou uma petição ao judiciário solicitando que o município de Lagoa Formosa e o Estado coloquem o caso como prioridade e que providenciassem a internação imediata para Mikaelly e foi atendido.  Agora a família aguarda que nesta quinta-feira, 08/06, Mikaelly consiga finalmente ser transferida para Belo Horizonte ou Uberlândia.

Fonte: PO Noticias





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Se deseja utilizar esse conteúdo envie solicitação para: [email protected]