A Câmara Municipal aprovou nesta segunda-feira (5) as contas da Prefeitura de Vazante relativas ao exercício de 2008, último ano do segundo mandato do prefeito Jacques Soares Guimarães.

Por unanimidade, os vereadores rejeitaram o parecer prévio do TCE-MG (Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais), apontando irregularidades nas referidas contas.

Mediante ampla explanação da defesa do prefeito, os vereadores entenderam que as questões levantadas pelo TCE-MG decorreram de falhas contábeis que não resultaram em desvios de recursos financeiros ou prejuízos ao erário público.

Ouvido pelos vereadores, o próprio contador da Prefeitura Municipal Agostinho Pereira Rodrigues assumiu a responsabilidade pelas falhas, esclarecendo que se trataram apenas de suplementações de créditos orçamentários sem a devida autorização da Câmara Municipal.

Câmara Municipal