Algumas superintendências do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba emitiram um alerta aos comerciantes e autônomos para o “golpe da lista telefônica” que vem acontecendo em grande número na região.

Segundo o coordenador do Procon de Patos de Minas, Rafael Godinho Nogueira, já foram recebidas mais de 30 reclamações do mesmo tipo de golpe apenas no mês de maio. “A forma de agir é muito parecida: os comerciantes e autônomos da região são aliciados pelo telefone em que um suposto vendedor oferece um serviço de publicidade em listas telefônicas, sem custos, e lhe é enviado um contrato. O consumidor então assina os documentos e envia de volta à empresa”, explicou.

Depois disso, os representantes da empresa fazem cobranças de modos abusivos de um valor que não havia sido apalavrado. Ainda segundo Rafael, as empresas mudam de CNPJ e nome fantasia, mas o contrato é o mesmo.

O Procon de Uberlândia também recebeu denúncias do mesmo assunto e, diante dos fatos, emigiu uma alerta aos consumidores:
• Certifique a procedência e a veracidade da oferta feita, para saber ainda se o fornecedor realmente representa uma empresa verdadeira e se faz parte do quadro de colaboradores de onde alega trabalhar. Caso seja necessário, ligue na empresa;
• Exija informações completas e todos os dados a cerca da oferta;
• Procure saber quais as penalidades por quebra de contrato;
• Não faça pagamentos sem ter certeza absoluta do que irá contratar;
• Observe todas as cláusulas e condições estipuladas no contrato de prestação de serviço antes de assinar qualquer documento.

Fonte: G1