Foi divulgado nesta quarta-feira (24/05), pelo Ministério Público de Minas Gerais, um vídeo que mostra o ex-prefeito de Presidente Olegário Antônio Claudio Godinho “Palito”, negociando propina. As imagens foram apreendidas durante “Operação Isonomia”. O matéria foi apreendido em um escritório de advocacia na cidade de Uberlândia, no Triangulo Mineiro.

A primeira gravação foi feita na manhã do dia 20 de março, o advogado do escritório Costa Neves, recebe o ex-prefeito Antônio Cláudio Godinho “Palito”. O advogado mostra os serviços prestados pelo escritório, e diz, que tudo foi apresentado ao setor de recursos humanos da prefeitura.

Depois começam a conversa sobre a suposta parceria. O advogado faz as contas de quanto foram os honorários para chegar ao valor da “propina”, que deveria ser paga a Antônio Claudio. O advogado relata os valores, e Palito questiona o valor da porcentagem “Não era 20%”. O Advogado diz “Deixa” os 20″, e faz as contas de um total de R$ 171.943,00, tirando o imposto de renda, e diz que o montante de 20% será de R$ 32.388,73, e pergunta se é isso, Palito faz um sinal positivo com a cabeça.

Na sequência eles combinam a forma de pagamento, o ex-prefeito diz “Em mãos mesmo não quero que passe isso em conta não”. “Quer passar não, pode ser em mãos” pergunta o advogado, Palito confirma “Em mão”, selando a parceria. Entramos em contato com advogado do ex-prefeito, ele informou que ainda não foi notificado oficialmente sobre a denúncia, e quem em breve estará se manifestando sobre o caso. Já o Escritório Ribeiro e Silva, também não quis se manifestar enquanto não forem notificados oficialmente pelo MP. Nossa reportagem não conseguiu contato com os responsáveis pelo escritório Costa Neves.

TV Paranaíba