O vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade (PMDB), confirma rompimento total com o governador Fernando Pimentel (PT). Em entrevista ao jornalista Eduardo Costa, da Rádio Itatiaia, Antônio Andrade (PMDB), disse que foi colocado para fora do governo.

“O vice-governador, absolutamente, não comenta nada a respeito do governador, está fora do governo e se comporta como cidadão comum, como um cidadão que deve levar as coisas para frente”, ressaltou Andrade. “Me botaram para fora do governo. Mas conduzo muito bem o PMDB”.

Sobre as próximas eleições, o político disse que a parceria entre PT e PMDB pode continuar com uma condição: “Acho que só tem uma forma de continuarmos juntos: é o PT apoiar o PMDB”.

“O PMDB tem candidatura própria, o PMDB é um partido grande hoje em Minas Gerais, com 167 prefeitos, que cresceu muito nessas eleições e tem que dar resposta aos municípios e ao povo mineiro”, destacou Andrade, que não cogita assumir o governo, caso Fernando Pimentel perca o mandato.

“Não, isso é questão de justiça (assumir o governo). Na candidatura das eleições que vem, serei candidato a deputado federal, senador ou até governador. Quem vai dizer é o povo mineiro”.