Eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições podem ter o título cancelado em breve pela Justiça Eleitoral. Levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgado nesta segunda-feira (8), após o prazo final (2/05) para a regularização, mostra que 276 eleitores estão em situação irregular na 295ª Zona Eleitoral.

O município de Vazante registra o maior número de eleitores nesta situação: são 196. Em seguida, aparece o de Guarda-Mor, com 80. O cancelamento automático do título de eleitor ocorrerá de 17 a 19 de maio de 2017.

Inicialmente, haviam 206 eleitores em situação irregular em Vazante. Apenas 10 deste quantitativo foram regularizados. Guarda-Mor estava com 82 eleitores na mesma situação e apenas 2 fizeram a regularização.

Quem não regularizou a situação do título eleitoral poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e inscrição.

A irregularidade também pode gerar dificuldades para investidura e nomeação em concurso público, renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

A relação dos eleitores que podem ter o título cancelado deve ser consultada no site do TSE ou no Cartório Eleitoral, sediado à Avenida Castelo Branco (Prédio do CAC), nº 250, Bairro Independência, das 12h às 18h. Vale lembrar que a Justiça Eleitoral não faz comunicação por e-mail ou correspondência.

Rádio Montanheza