Por Karen Cardoso, uma mulher que traz duas coisas muito fortes com ela: a Paixão pelo Jornalismo e o Amor pelo Cruzeiro! Araxaense, jornalista formada – assessora de comunicação, mãe da Maria Flor e uma nômade de coração. Uma visão feminina sobre o futebol e sobre o Melhor e Maior de Minas.

 

Cruzeiro está pronto para manter a invencibilidade de dois anos em cima do seu maior rival

Oh meu pai! Hoje tem Cruzeiro, meu pai! Sim, já começamos o texto cantando, fazendo o esquenta para essa partida que vai ter muita emoção. Afinal, clássico é clássico e não interessa o que dizem os outros times, quando menosprezam o potencial do Campeonato Mineiro.

E já para começar, vamos falar sobre a boa forma do Cruzeiro, que na temporada 2017 só perdeu para o São Paulo, na Copa do Brasil, mas mesmo assim, devido à sua ótima atuação no jogo de ida, se classificou para as oitavas de final do campeonato. Falado isso, lembramos que esse poder de invencibilidade também é conhecido pelos nossos rivais diretos, afinal, há 2 anos, sim, desde abril de 2015 o Cruzeiro não sabe o que é perder para o Atlético-MG muito titular que não sabe o gosto amargo da derrota, e torcemos para que nunca experimentem. Amém!

Se ganhamos no histórico de vitórias, perdemos na estabilidade de time. Infelizmente, a nossa casa ainda está sendo arrumada, enquanto a do nosso rival está bem estruturada há algumas temporadas, mas que por sorte, nossa claro, mesmo com um elenco de dar inveja, o Galo não tem conseguido levar o que realmente importa: os títulos – não menosprezando as conquistas do nosso lindo “Rural”, mas esse o Galo já tem demais, então ele precisava seguir em frente, evoluir. Eita, azar!

Deixando eles de lado, vamos concentrar no que nos interessa, o NOSSO elenco. Tivemos uma atuação considerada boa no jogo contra o América-MG, vencendo o segundo jogo por 2 a 0. E com isso, a ideia que se tem através dos treinos realizados pelo técnico Mano Menezes, é que a escalação do time será a mesma, colocando em dúvida apenas a participação do meia Thiago Neves, que no último jogo celeste saiu machucado, dando lugar para seu companheiro de posição, Alisson.

Tirando essa dúvida, o restante do time, ainda na formação 4-4-2, fica escalado com Rafael; Mayke, Léo, Caicedo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Rafinha, Arrascaeta; Rafael Sóbis. Caso Alisson entre no lugar de Thiago Neves, a estrutura de jogo não irá mudar, mas Sóbis ficará mais livre para atuar fortemente como atacante, pois Alisson sendo um ponta esquerda nato, ele faz dupla com Diogo Barbosa e mantém o lado esquerdo coberto, o que não acontece quando o Thiago Neves está em campo, fazendo com que o Rafael Sóbis recomponha a ala esquerda.

E ainda temos a possibilidade de jogadores saindo do departamento médico. Em entrevista coletiva recente, Mano Menezes afirmou que o meia Robinho e o lateral direito Ezequiel serão relacionados para a final. A escalação deles vai depender da condição física de cada um no dia do jogo.

Fred x Arrascaeta

Em um clássico como esse, não poderia faltar um duelo de titãs. Um é praticamente cria nossa, e particularmente ainda estou magoada com a ida dele para o Galo, mas isso não vem ao caso. O outro está mostrando uma atuação quase impecável com a camisa celeste.

Batizado como “Carrascaeta” por ser considerado um carrasco do rival, desde sua chegada à Toca, o uruguaio já marcou quatro gols em cima do Galo, e nem vamos falar das assistências, para não ficar feio para eles.  Na atual temporada, o camisa 10 do Cruzeiro mostrou a boa forma e em 18 partidas fez seis gols e foi responsável por quatro assistências.

Do outro lado, temos o atacante Fred, que apesar da ótima atuação que vem fazendo no Atlético-MG, sendo o artilheiro do Mineiro, com 10 gols, ainda não conseguiu emplacar uma vitória em cima do Maior de Minas, mas conquistou um cartão vermelho aos 28 minutos do 1º tempo no último clássico, ao fazer uma falta mirim (e antidesportiva) no zagueiro Manoel. Cartão esse que faria o centroavante ficar fora da final, mas esta semana o Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG) deu parecer favorável ao recurso do clube.

Então que vença o melhor, e que seja o nosso Carrascaeta!

Jogo lotado

Em estimativas da última semana, o jogo de ida, no Mineirão, já tem mais de 35 mil ingressos vendidos. Dos ingressos colocados à venda, 10% está disponibilizado para a torcida preta e branca. E isso causou uma polêmica quanto ao jogo de volta, afinal o Atlético-MG está inclinado a decidir pela partida no Independência, o que acarretaria uma partida de torcida única, por ser considerado um lugar de difícil controle das torcidas.

Mas independente do que será o jogo de volta, esperamos que neste jogo de hoje, às 16h no Mineirão, tenhamos um clássico cheio de boas jogadas, de confraternização, de família e diversão. Que não falte atitudes amigáveis de dois times que merecem todo o respeito.

E que vença o CRUZEIRO!!!!

Cruzeiro x Atlético-MG:

Data: 30/04/2017, domingo

Local: Mineirão, Belo Horizonte

Escalação do Cruzeiro: Rafael; Mayke, Léo, Caicedo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Rafinha, Thiago Neves (Alisson) e Arrascaeta; Rafael Sobis.

Desfalques do Cruzeiro: Judivan, Manoel e Ariel Cabral (todos no departamento médico)

Pendurados do Cruzeiro: Ramón Ábila

Escalação do Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca e Elias; Marlone (Otero), Maicosuel e Robinho; Fred.

Desfalques do Atlético-MG: Rafael Moura (suspenso), além de Luan e Lucas Cândido (departamento médico)