Protesto em Patos de Minas cobra justiça para o caso de Luiza Borja e outras vítimas de pedofilia

Minas Gerais


Manifestantes ocuparam a praça do antigo fórum em Patos de Minas para cobrar justiça para o caso de Luiza Borja. Ela foi vítima de violência sexual quando era apenas uma criança e passou anos convivendo com a ameaça e o medo, até que decidiu denunciar. A família pede mais agilidade da justiça. 

Em entrevista exclusiva ao Patos Hoje, luiza Borja decidiu revelar o que havia acontecido cerca de 8 anos antes. Ainda menina, ela foi agredida e violentada sexualmente por  vizinho da avó. A dor e o sofrimento deram lugar ao alívio após a denúncia, mas agora a família quer que o autor do crime seja punido pelo que fez. 



Segundo Betânia Borja, irmã de Luiza, a Polícia Civil já concluiu as investigações e envivou o inquérito para o Ministério Público, que deverá encaminhar a denúncia para julgamento.  A família de Luiza entende que esse procedimento está demorando demais e cobra mais agilidade. 

A manifestação dessa segunda-feira (05) foi uma cobrança por mais rapidez em julgamentos de casos como este. Com faixas e cartazes contra a pedofilia e os abusos sexuais, os manifestantes se concentraram na Praça do Antigo Fórum e depois seguiram em passeata até a sede do Ministério Público.



Patos Hoje



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *