Centro, Leste do Sul, Noroeste continuam apresentando taxas controladas do Covid-19

Minas Gerais

Imagem ilustrativa

Elaborado pelo Governo de Minas, o programa “Minas Consciente” setoriza as atividades econômicas em quatro “ondas” (onda verde – serviços essenciais; onda branca – baixo risco; onda amarela – médio risco; onda vermelha – alto risco), a serem liberadas para funcionamento de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e de propagação da doença.



O programa tem objetivo de orientar as prefeituras. Ficará a critério de cada prefeito aderir e seguir os protocolos em seu município.

Os empresários que desejam reativar seus estabelecimentos devem consultar se a prefeitura local aderiu ao programa e seguir as orientações da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).



Onda branca 

As macrorregiões de Saúde Centro, Leste do Sul, Noroeste, que também haviam progredido para a onda branca na semana passada, continuam apresentando taxas controladas da doença e, por isso, podem manter os protocolos mais flexíveis, segundo o governo estadual.



Vale lembrar que, para a reabertura segura, os comerciantes devem seguir os protocolos do programa, como ter meios para higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%. Eles também devem fornecer Equipamentos de Proteção Individual adequados para a atividade exercida e providenciar barreira de proteção física quando os funcionários estiverem em contato com o cliente.

A partir desta semana, as autoescolas também já podem voltar a funcionar nas macrorregiões de Saúde Centro, Leste do Sul e Noroeste. As unidades de formação de condutores, antes enquadradas na onda vermelha do programa Minas Consciente, foram transferidas para a onda branca, seguindo critérios econômicos e observando as condições de segurança da categoria. 



Entre os protocolos a serem seguidos pelas autoescolas estão:

– limite de um aluno a cada 2 metros quadrados na sala de aula, considerando-se um espaço de 2 metros de distância entre uma cadeira e outra;



– nas áreas de circulação interna, sempre demarcar com sinalização a distância de 2 metros que deve ser mantida entre um cliente e outro;

– só permitir a entrada de clientes se estiverem usando máscaras;



– suspensão do atendimento aos alunos pertencentes ao grupo de risco.

Com informações Rádio Itatiaia



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *